Muffin de banana (sem farinha de trigo)

Na família tenho um ente muito querido que possui um problema crônico: triglicérides altos. Resultado: sempre estou buscando receitas com reduzida quantidade de carboidratos, principalmente os simples. Isso é, doces e bolos já eram. Ainda faço as vezes um bolo de banana com rum as vezes usando aveia, mas mesmo assim tem de ser bem reduzido o consumo.

Um tempo atrás, com a moda do “zero glúten”, começaram a aparecer pães sem glúten. Fiquei pensando como que eles faziam eles crescerem, afinal, é o glúten que forma a “estrutura” do pão para que os gases da fermentação dêem a leveza. Lendo e pesquisando, descobri que eles apenas substituem o uso do glúten pela goma xantana.

Fui as compras. Comprei um pacote de 500g de goma xantana (sim, foi exagerado, mas comprando de distribuidora só vem esses tamanhos e são bem mais baratos) e mãos a massa. Comecei brincando com a goma com água para ver suas propriedades de espessante e, meu Deus, são incríveis. Eles recomendam o uso de 0,3% a 1% e, realmente, mais do que isso vai estragar sua receita. Por fim, a vantagem da goma xantana é que ela é termoestável, isso é, você mistura e consegue cozinhar fazendo com que ela mantenha suas propriedades.

Pensei então:  o que posso usar para substituir a farinha de trigo? Hoje em dia eles inventaram farinha de tudo, farinha de coco, farinha de castanha, farinha de aveia, entre outros alimentos diversos. Mas queria algo mais simples, mais básico, fácil de achar, barato e com alto valor nutricional. Foi aí que veio a ideia de usar a farinha de soja. Além de possuir todos os aminoácidos básicos que necessitamos, possui uma alta concentração de proteína, fibras entre diversas outras vantagens que há anos são alegadas.

O problema é que a farinha de soja, em alta concentração, dá seu sabor característico. Pensei então, o que posso usar para amenizar seu sabor? E decidi tentar com farinha de aveia. Um cereal com glúten e boa concentração de carboidrato, mas ao mesmo tempo integral e com boa quantidade de fibras.

Como eu queria algo prático, fiz várias receitas de uma só vez dos ingredientes secos e coloquei em um pote de vidro. Assim, basta eu pegar a farinha/pó e misturar com a parte líquida da receita.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.